skip to Main Content

Septoplastia

Septoplastia | Dra. Mariane Yui

O septo nasal é uma estrutura que divide a cavidade nasal em lados direito e esquerdo. É formado por uma porção cartilaginosa e por uma porção óssea.

Quando o septo nasal está desviado, pode bloquear a cavidade nasal, impedindo a passagem do ar parcial ou completamente. Quando isso acontece, o paciente apresenta congestão nasal e dificuldade para respirar pelo nariz.

É importante frisar que a congestão nasal não é sintoma exclusivo do desvio do septo nasal. Esse sintoma também pode estar presente em quadros de rinite alérgica, rinite medicamentosa, sinusite e polipose nasal. Por isso, é importante consultar o médico otorrinolaringologista para que o tratamento será dirigido para a causa da obstrução nasal.

O tratamento do desvio do septo nasal pode ser cirúrgico, porém nem todo caso precisa de cirurgia para correção do desvio do septo nasal.

Neste artigo, você vai encontrar os seguintes tópicos:

  1. Sintomas do desvio do septo
  2. Quais as causas do desvio do septo?
  3. Como diagnosticar desvio do septo?
  4. Quando a septoplastia está indicada?
  5. A septoplastia ajuda a resolver o ronco?
  6. A partir de qual idade é possível se submeter à septoplastia?
  7. Como é a cirurgia de septoplastia?
  8. Quais os cuidados pós-operatórios da septoplastia?

Sintomas do desvio do septo

Pacientes com desvio do septo costumam apresentar um ou mais dos sintomas listados abaixo:

  • nariz entupido
  • dificuldade para sentir os cheiros (hiposmia)
  • dor de cabeça
  • dor no rosto
  • dificuldade para respirar pelo nariz
  • respiração oral
  • ronco
  • voz anasalada

Quando o desvio do septo bloqueia a drenagem dos seios da face, o paciente pode apresentar sinusites de repetição.

Quais as causas do desvio do septo?

O desvio do septo pode acontecer por diversas causas. A criança pode nascer com um leve desvio do septo, que pode ir se acentuando à medida em que a criança for crescendo. É comum que trauma de face com ou sem fratura nasal provoque desvio do septo nasal. Geralmente, nesses casos, a septoplastia é necessária para restaurar a respiração pelo nariz.

Como diagnosticar o desvio do septo?

O desvio do septo nasal pode ser diagnosticado durante o exame físico otorrinolaringológico. O exame de nasofibrolaringoscopia ajuda a identificar o local exato do desvio, assim como a gravidade. Este exame pode ser realizado durante a consulta médica e não precisa de preparo ou de anestesia.

A tomografia computadorizada da face ou dos seios da face é um exame radiológico que mostra a anatomia da cavidade nasal e dos seios paranasais e que pode ser útil no planejamento da cirurgia do desvio do septo nasal.

Quando a septoplastia está indicada?

A cirurgia para correção do desvio do septo nasal está indicada quando o desvio do septo provoca obstrução nasal e dificuldade para respirar pelo nariz. Pessoas que não respiram pelo nariz costumam apresentar pior qualidade de vida. Em crianças, os impactos de não respirar pelo nariz são ainda maiores, pois isso pode afetar o desenvolvimento da face.

O desvio do septo nasal pode provocar dor no rosto, dor de cabeça e sinusite de repetição. Nesses casos, o paciente pode se beneficiar da septoplastia, mesmo que não apresente muita congestão nasal.

A septoplastia ajuda a resolver o ronco?

Na maior parte dos casos, a cirurgia para correção do desvio do septo nasal, isoladamente, não é o suficiente para resolver o ronco. Nestes casos, a cirurgia de correção do desvio do septo pode ser realizada como um passo do tratamento do ronco, já que para parar de roncar, é preciso que o nariz esteja funcionando bem.

A partir de qual idade é possível se submeter à septoplastia?

A septoplastia pode ser realizada a partir da adolescência, após o desenvolvimento completo dos ossos da face e do nariz. Antes disso, a cirurgia também pode ser realizada, porém de forma conservadora, já que a criança ainda está em crescimento.

Como é a cirurgia de septoplastia?

A cirurgia de correção do desvio do septo é realizada em centro cirúrgico, com o paciente anestesiado. O cirurgião fará um pequeno corte na porção anterior do septo, através da qual acessará o local do desvio. O objetivo é remover o desvio e deixar o septo o mais reto possível. Após a correção do septo, a mucosa é reposicionada.

Nossos médicos otorrinolaringologistas realizam a cirurgia através de videoendoscopia, o que torna o procedimento mais seguro e minimamente invasivo. Na maior parte das vezes, não é necessário utilizar tampão nasal ou qualquer outro tipo de curativo dentro do nariz.

Qual os cuidados pós-operatórios da septoplastia?

Após a cirurgia, o paciente será orientado a:

  • não praticar esforço físico e atividades físicas durante 3 a 4 semanas
  • não assoar o nariz durante a primeira semana após a cirurgia
  • lavar o nariz com soro fisiológico
  • utilizar as medicações prescritas pelo seu médico
  • a evitar alimentos muito quentes nos primeiros dias após a cirurgia

A intensidade da dor pós-operatória depende da extensão da cirurgia e de características individuais. De uma forma geral, a dor costuma ser leve e melhora com analgésicos simples.

A septoplastia pode contribuir muito para a melhora da qualidade de vida e para o sucesso do tratamento de ronco e de apneia obstrutiva do sono. Se você sofre com congestão nasal ou se tem alguma dúvida sobre a cirurgia para corrigir o desvio do septo, agende uma consulta com a dra Mariane.

This Post Has 0 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top